FIES

fiesbannner
O QUE É O FIES?

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa do Ministério da Educação destinado a financiar a graduação na educação superior de estudantes matriculados em cursos superiores não gratuitas na forma da Lei 10.260/2001. Podem recorrer ao financiamento os estudantes matriculados em cursos superiores que tenham avaliação positiva nos processos conduzidos pelo Ministério da Educação.

Em 2010, o FIES passou a funcionar em um novo formato: a taxa de juros do financiamento passou a ser de 3,4% a.a., o período de carência passou para 18 meses e o período de amortização para 3 (três) vezes o período de duração regular do curso + 12 meses. O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) passou a ser o Agente Operador do Programa para contratos formalizados a partir de 2010. Além disso, o percentual de financiamento subiu para até 100% e as inscrições passaram a ser feitas em fluxo contínuo, permitindo ao estudante o solicitar do financiamento em qualquer período do ano.

A partir do segundo semestre de 2015, os financiamentos concedidos com recursos do Fies passaram a ter taxa de juros de 6,5% ao ano com vistas a contribuir para a sustentabilidade do programa, possibilitando sua continuidade enquanto política pública perene de inclusão social e de democratização do ensino superior. O intuito é de também realizar um realinhamento da taxa de juros às condições existentes no ao cenário econômico e à necessidade de ajuste fiscal.

Mais informação acesse: Portal FIES , www.fnde.gov.br ou 0800 61 61 61

 

FIES NO INAPÓS

O INAPÓS é credenciado junto ao Programa de Financiamento Estudantil (FIES) do Ministério da Educação (MEC). Para adesão a este programa, a inscrição é feita diretamente pelo aluno, no período estipulado pelo INAPÓS.

O INAPÓS não garante vaga no FIES para nenhum aluno.

Fica a critério da mantenedora do INAPÓS, a liberação ou não, de novas verbas para serem disponibilizadas para o FIES. A política governamental afetará profundamente esta decisão.

O INAPÓS não se responsabiliza por problemas gerados no sistema dos órgãos controladores do FIES, tais como FNDE, Caixa Econômica e Banco do Brasil. O INAPÓS se limita em abrir no sistema o valor que deseja disponibilizar e depois encaminhar a CPSA os documentos entregues pelos alunos.

Nossos alunos já tiveram problemas com o sistema, e foram induzidos pelos agentes bancários a acreditarem que estes advinham da IES. Que fique claro que a IES não tem poder sob o sistema, se limitando nas etapas mencionadas. E que se liberou a verba, não tem motivos para bloquear o financiamento do aluno, pois esta liberação é de única decisão da instituição, não existe obrigatoriedade governamental. Páginas de cadastros de alunos que não aparecem no sistema do banco, finalização de contratos que não são finalizados no banco estão muito mais ligados a controles do governo do que da IES.

O aluno, aprovado por todas as etapas constantes do FIES, assina contrato junto à Instituição Financeira, que deve ser renovado a cada 6 (seis) meses.

O INAPÓS destaca que toda a regulamentação e todas as normas deste programa são de responsabilidade do governo federal, sendo o INAPÓS apenas um prestador de contas do serviço educacional. Deste modo, não compete ao INAPÓS nenhuma modificação ou flexibilização de regras do referido programa, sendo o estudante adepto o único responsável por se adequar às regras de permanência.

Mais informações podem ser obtidas no site www.sisfiesportal.mec.gov.br

 

CPSA

A Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) é responsável pela validação das informações prestadas pelo estudante no ato da inscrição, bem como dar início ao processo de aditamento de renovação dos contratos de financiamento.

Cada local de oferta de cursos da instituição de ensino participante do FIES deverá constituir uma Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA). A Comissão será composta por cinco membros, sendo dois representantes da instituição de ensino, dois representantes da entidade máxima de representação estudantil da instituição de ensino e um representante do corpo docente da instituição de ensino.

Os representantes da Comissão deverão integrar o corpo docente, discente e administrativo do local de oferta de cursos. Caso não exista entidade representativa dos estudantes no local de oferta de cursos, os representantes estudantis serão escolhidos pelo corpo discente da instituição.

 

Membros:

Representantes da Instituição

Dra. Tereza Cristina Rodrigues da Cunha

Evandro de Oliveira Montes

Representante do Corpo Docente        

Ademir Tadeu Ribeiro Grossi

Representantes do Corpo Dicente

Gabriel Bueno Zampa

Lilian Ribeiro Costa

Equipe de apoio técnico da CPSA

É uma equipe que irá auxiliar a CPSA na validade, solicitação, comprovação e confirmação dos dados dos estudantes informados no sistema, que poderá ser composta por até 10 membros da instituição de ensino.

Apoio Técnico

Elaine Cândida Bruno Veiga

Maria Madalena de Oliveira