ÁREAS DE ATUAÇÃO

Áreas de Atuação

 

ANÁLISES CLÍNICAS

  • Realizar exames de Análises Clínicas;
  • Assumir a responsabilidade técnica e firmar os respectivos laudos;
  • Assumir e executar o processamento de sangue, suas sorologias e exames pré-transfussionais;
  • Assumir chefias técnicas, assessorias e direção destas atividades;

 

ANÁLISES AMBIENTAIS

  • Realizar análises físico-químicas e microbiológicas para o saneamento do meio ambiente.

 

INDÚSTRIAS

  • Atuar em indústrias químicas e biológicas na elaboração de soros, vacinas e reagentes.

 

ANÁLISES BROMATOLÓGICAS

Resolução CFBm nº 78, de 29 de abril de 2002

bromatologia é a disciplina científica que estuda integralmente os alimentos. Permite conhecer a sua composição qualitativa e quantitativa; o significado higiênico e toxicológico das alterações e contaminações, como e porque ocorrem e como evitá-las; qual é a tecnologia mais apropriada para tratá-los e como aplicá-la; como utilizar a legislação; segurança alimentar; proteção dos alimentos e do consumidor; quais os métodos analíticos a aplicar para determinar a sua composição e para determinar a sua qualidade.

A análise de alimentos é uma área muito importante no ensino das ciências que estudam alimentos, pois ela atua em vários segmentos do controle de qualidade, do processamento e do armazenamento dos alimentos processados. A palavra Bromatologia deriva do grego: Broma, Bromatos significa “dos alimentos”; e Logos significa Ciência. Portanto, por extensão dos termos BROMATOS e LOGOS, pode-se definir Bromatologia como a ciência que estuda os alimentos. A Bromatologia estuda os alimentos, sua composição química, sua ação no organismo, seu valor alimentício e calórico, suas propriedades físicas, químicas, toxicológicas e também adulterantes, contaminantes, fraudes, etc. A Bromatologia relaciona-se com tudo aquilo que, de alguma forma, é alimento para os seres humanos, tem a ver com o alimento desde a produção, coleta, transporte da matéria-prima, até a venda como alimento natural ou industrializado, verifica se o alimento se enquadra nas especificações legais, detecta a presença de adulterantes, aditivos que são prejudiciais à saúde, se a esterilização é adequada, se existiu contaminação com tipo e tamanho de embalagens, rótulos, desenhos e tipos de letras e tintas utilizadas. Enfim, tem a ver com todos os diferentes aspectos que envolvem um alimento, com isso permitindo o juízo sobre a qualidade do mesmo.

Compete ao Biomédico

Realizar análises físico-químicas e microbiológicas para aferição da qualidade e contaminação de alimentos, desde a produção, passando pela coleta, transporte e pelo armazenamento.

  • O biomédico habilitado nessa área poderá assumir as atividades de responsabilidade técnica, realizar relatórios técnicos, perícias, consultorias e assinar os laudos.

 

BIOLOGIA MOLECULAR

  • Realizar coleta de materiais, análise, interpretação, emissão e assinatura de laudos e de pareceres técnicos.

 

GENÉTICA

  • Participar de pesquisas em todas as áreas da genética, como coordenador ou membro da equipe;
  • Realizar exames de Citogenética Humana e Genética Humana Molecular (DNA), realizando as culturas, preparações citológicas e análises;
  • Assumir a responsabilidade técnica, elaborando e firmando os respectivos laudos e transmitindo os resultados dos exames laboratoriais a outros profissionais, como consultor, ou diretamente aos pacientes, como aconselhador genético.

 

REPRODUÇÃO HUMANA

  • Atuar em Identificação e Classificação oocitária; Processamento Seminal; Espermograma; Criopreservação Seminal; Classificação embrionária; Criopreservação Embrionária; Biópsia Embrionária e Hatching;
  • Atuar em Embriologia. Realizar a manipulação de gametas (oócitos e espermatozóides) e pré-embriões.

 

CITOLOGIA ONCÓTICA

 

  • Realizar colheita de material cérvico vaginal e leitura da respectiva lâmina, exceto a colheita de material através da técnica de Punção Biópsia Aspirativa por Agulha Fina (PAAF);
  • Realizar a leitura de citologia de raspados e aspirados de lesões e cavidades corpóreas, através da metodologia de Papanicolaou;
  • Atuar no setor de imunohistoquímica e imunocitoquímica, referente ao diagnóstico citológico;
  • Assumir responsabilidade técnica, firmando os respectivos laudos.

 

BANCO DE SANGUE

(Sob a supervisão de médico especialista em hemoterapia ou hematologia)
Resolução CFBm nº 78, de 29 de abril de 2002, Resolução CFBm nº 227, de 7 de maio de 2013, RDC Anvisa nº 57, de 16 de dezembro de 2010.

A lei nº 10.205, de 21 de março de 2001, regulamenta o §4º do art. 199 da Constituição Federal, relativo à coleta, processamento, estocagem, distribuição e aplicação do sangue, seus componentes e derivados e estabelece o ordenamento institucional indispensável à execução adequada dessas atividades.

 Compete ao Biomédico

Assumir chefias técnicas, assessoramento e executar trabalhos específicos e relacionados ao processamento semi-industrial e industrial do sangue, correlatos e realizar todos os procedimentos técnicos de banco de sangue, transfusão, infusão de sangue, hemocomponentes e hemoderivados;

  • Executar o processamento de sangue e suas sorologia;
  • Realizar exames pré e pós transfusionais;
  • Assumir chefias técnicas, assessorias e direção de unidades;
  • Manusear equipamentos de auto-transfusão;
  • O profissional legalmente habilitado nesta área poderá exercer todas as atividades inerentes a este campo, com exceção do ato transfusional. A responsabilidade técnica deve ficar a cargo de um médico especialista em Hemoterapia e / ou Hematologia.

 

IMAGENOLOGIA

  • Atuar em Tomografia computadorizada (TC), Ressonância Magnética (RM), Medicina nuclear (MN), Radioterapia (RT) e radiologia médica, excluída a interpretação de laudos (ato privativo do profissional médico), e novas tecnologias e aplicações que por ventura sejam aplicadas à área do Diagnóstico por imagem e terapia.  As áreas mais significativas são:
    • Operação de equipamentos;
    • Desenvolvimento de protocolos de estudo e examinação;
    • Desenvolvimento de novas técnicas e pesquisa;
    • Coordenação de grupos de colaboradores, administração e gestão de conteúdo e contingente dos setores;
    • Gerenciamento de sistemas de armazenamento de imagens médicas de diagnóstico;
    • Aplicação de produtos para clientes;
    • Atuar na industria de equipamentos e serviços.
  • A posição adotada para o exame de ultrassonografia, por ser um exame praticamente operador-dependente, deve ser executado e laudado pelo mesmo profissional, uma vez que o biomédico é impossibilitado de promover laudos médicos, a execução desta prática de exame deve ser observada pelo médico responsável técnico do serviço de radiologia.
  • Atuar no campo da Informática Médica, exercendo atividades no produto final dos estudos realizados, seja o conteúdo de dados ou armazenamento das imagens adquiridas utilizando os sistemas HIS (Hospital Information System), RIS (RadiologyInformation System) e PACS (Picture Archiving in Communication System) ou outros sistemas de imagens médicas.

 

 

 

Fonte: http://cfbm.gov.br